Top Mensal de Novembro

Advertisements
Em www.bertrand.pt

Sejam bem-vindos ao Top Mensal de Novembro.

Bem, vi pouca coisa este mês, pelo menos no que toca a filmes, mas o pouco que vi foi muito bom, este top até foi difícil de fazer porque tinha vários com a mesma pontuação, optando pelo critério de simplesmente escolher pela ordem (como é habitual), mas no caso do segundo e terceiro lugar ficou um pouco mais difícil. É hora de ver o top deste mês, desta vez postei ainda no mês, espero não ver um filme melhor ainda hoje…

Espero que gostem.

3 – ‘Dune’ (2021)

Rating: 4.5 out of 5.

Este foi um dos filmes mais falados de todo o mês, e claro, eu não consegui resistir ao hype. Digo já, que não me arrependi nem por um segundo, até tive que ver o filme antigo do David Lynch, esse já me arrependi um bocadinho (mas podia ser pior). Em relação ao filme mais recente, só digo para aproveitarem para ver o mais depressa possível, só tive pena de não o poder ver numa sala de Cinema, mas nunca se sabe… Pode ser que ainda aconteça.

Não podendo revelar muito mais acerca desta história de ficção científica, só me resta falar de alguns dos pormenores mais técnicos. Esses que são tão fantásticos que o filme até podia nem ter história nenhuma e continuava absolutamente fantástico de se ver (o que neste caso não acontece, pois há uma história e é suficientemente interessante para nos prender à sua narrativa). A qualidade do som é fantástica, a música em si numa banda sonora assinada pelo genial Hans Zimmer, os efeitos idem e a fotografia é de tirar a respiração de tão bela que é.” conforme a minha crítica no site.

2 – ‘tick, tick… BOOM!’ (2021)

Rating: 4.5 out of 5.

Esta foi uma agradável surpresa deste mês, vi totalmente por acaso e nem estava à espera que algo tão bom, cinematograficamente falando, cruzasse o meu caminho. Conta-nos a história de Jonathan Larson, o famoso compositor e escritor de peças teatrais de cariz musical, mais conhecido pela famosa obra ‘Rent‘. Este senhor venceu três Tony Awards e um Prémio Pullitzer de Teatro póstumos. Um filme muito interessante para quem não conhece (ou mesmo que conheça) a história deste génio, que viveu quase 36 anos, morrendo subitamente na véspera da estreia de ‘Rent‘ e faltando 10 dias para completar os 36 anos de idade.

Se estiverem receosos por ser um filme com a etiqueta Netflix, nada temam, caros amigos. Pois, estamos a falar de um filme que nos irá levar numa imensa viagem de emoções, desde o choro ao riso, desde a saudade ao amor. Uma obra que nos faz sentir muito nostálgicos de uma forma bastante positiva. De uma forma mais técnica, considero que todos os pormenores foram tratados da maneira correta. A nível estético, houve um cuidado enorme com as personagens serem realmente baseadas na vida real e isso foi meio caminho andado para tudo ser praticamente perfeito, mas só não foi para mim, pois infelizmente sou viciada nos clichês de Hollywood e aqui não há espaço para tal… Isto é a vida real!” conforme a minha crítica no site.

1- ‘You Were Never Really Here’ (2017)

Rating: 5 out of 5.

Todos os filmes que estão neste top tiveram críticas aqui no site, pois não me consegui conter com nada acerca destes filmes, excepto conter-me nos spoilers (aí é mesmo importante não o fazer). Este é um filme muito importante e bastante diferente, menos verbal mas que nos diz tudo e nos faz perceber tudo de forma completamente diferente de outras obras, mas diferente é bom e às vezes precisamos de narrativas menos óbvias.

Só tenho um arrependimento acerca deste filme, foi mesmo não o ter visto mais cedo. A forma como a história é contada com muito poucas palavras, sendo de um cariz muito mais visual do que verbal. É esta a marca da realizadora, posso confirmar com o filme que referi acima, em que as performances dos atores precisam de serem muito mais metódicas do que simplesmente verbais. A nível visual é fantástico, todo o trabalho de maquilhagem e caraterização foi efetuado de uma forma à qual não posso atrever-me a colocar qualquer defeito. A fotografia é muito boa mesmo, ajuda imenso ter uma fotografia desta qualidade quando o filme se foca nos atos e não tanto nas palavras, mas tendo apenas alguns elementos chave na parte verbalizada.” conforme a minha crítica no site.

Espero que tenham gostado!
Não se esqueçam de seguir as redes sociais do projeto aqui!

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.